A Reunião entre Éderson e Cruzeiro não teve acordo e o imbróglio continua

A Reunião entre Éderson e Cruzeiro não teve acordo e o imbróglio continua
A Reunião entre Éderson e Cruzeiro não teve acordo e o imbróglio continua

Não houve um acordo entre Cruzeiro, o volante Éderson e o seu representante, André Cury, na conversa que aconteceu nesta terça-feira, 4 de fevereiro, em BH. O jogador processa a Raposa por atrasos salariais de de direitos trabalhistas no valor de R$ 2 milhões, além de pedir a rescisão indireta do seu contrato com a Raposa.

Um novo encontro entre clube e jogador deve acontecer nos próximos dias, antes da audiência de conciliação, marcada para o dia 19 de fevereiro, na 1ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte.
A tentativa de um entendimento por parte do Cruzeiro é pelo desejo de manter Éderson no elenco, já que, certamente seria utilizado por Adilson Batista nesta temporada. O volante se destacou em 2019, marcando dois gols no Brasileirão, sendo um dos poucos destaques do time que foi rebaixado para a Série B.

Éderson ter contrato em vigência até agosto de 2023 e o Cruzeiro tentará pelo menos uma compensação financeira, caso não consiga manter o atleta em BH. Outra pendências que o clube terá de resolver é o débito de mais de R$ 1 milhão que tem com o Desportivo Brasil-SP, clube de origem do jogador, que negociou a venda dos seus direitos econômicos para a Raposa.

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *